Seguir ou não seguir as tendências de moda

Oi gentee!

O assunto hoje interessa tanto a mulheres quanto a homens, e por que? A maioria de nós mulheres procura estar com as peças chaves da estação, seja a peça de roupa, o acessório, a bolsa, a cor, o tecido, o corte… Enquanto para outras isso não passa de uma “estratégia de marketing”, uma forma de dizer que aquela peça é bonita e deve ser consumida para que a pessoa seja aceita e igualada na sociedade.

Nós estudantes de moda sabemos que as tendências de moda mudam não mais de uma estação para a outra, e sim constantemente, elas podem nascer e morrer em um tempo bem mais curto do que era antigamente. Percebemos diariamente que as redes sociais são um gerador de tendências. Muitas gurias influentes no mundo da moda postam looks diversos a cada dia e geram a necessidade das suas leitoras de quererem adquirir uma peça igual ou semelhante.

As tendências muitas vezes vem das ruas para as passarelas, pois o street style se enraizou de uma forma tão forte que serve de inspiração para muitas marcas. Homens e mulheres, com estilos diferentes, chamativos, clássicos, rocker ou sensuais, atraem a moda para a geração de tendências vindas “do povo”.

Fonte: Street Style Porto Alegre

Num mundo globalizado, moderno, tecnológico e a base de internet, ainda temos as pessoas que gostam e compram artigos de brechós. Esses ambientes tendem a ter um clima vintage, com peças bem conservadas, e com aquele ar de que foi usada pelos nossos pais. Eu sou bem suspeita por falar de brechós, pois a maioria das minhas peças vem dessas fontes, e posso afirmar que muitas dessas pessoas buscam não seguir tendências ou ao menos não parecer com as pessoas “normais” na rua.

Fonte: Casa da Traça

Fonte: Mercado Vintage

Fonte: Editorial MIRA, Uruguay.

Fotos: Ceci Leites

Abaixo eu trouxe algumas opiniões de homens e mulheres próximas a mim e que de alguma forma gostam de moda.

Não que eu ache errado seguir tendências, mas eu acho uma vertente tão rasa da moda que muda tanto e tão constantemente que não vale a pena se apegar.

Anna Alves – Modelo

Na verdade eu deixo de comprar se for muito moda, espero passar. Eu sou meio fora. Não gosto de ser igual a todo mundo.

Andriele Sarturi – Professora

Eu não gosto de seguir tendências porque acredito que podemos ter estilo próprio. As roupas feitas em massa nos restringem. Opto por usar vintage, clássicos e pequenas marcas. Além de ser mais exclusivo, estamos sendo éticos e sustentáveis. Acho um bom caminho pra seguir gostando de moda e do nosso planeta.

Aline Ebert – Empresária

Eu gosto das tendências porque elas servem como um guia de estilo. Obviamente elas não vão te dar um estilo, mas acabam moldando aquilo que tu veste, é um facilitador na hora de comprar roupas. Podemos usar as tendências como moldura para produzir nossos próprios looks, sem necessariamente virar um escravo do espelho.
Jhonathan Rath – Estudante de jornalismo

Não sigo tendências não, tenho um estilo bem pessoal, então muitas vezes faço até o contrário, se uma peça está muito em alta deixo guardada e uso quando o modismo passar. Vou acompanhando as tendências para trazer peças para as clientes que curtem seguir, mas pessoalmente não as sigo muito.

E o ciclo e a ânsia de encaixe das pessoas faz com que se descarte muito rápido as peças. As pessoas acabam não se conhecendo, e sem se conhecer não tem como definir um estilo pessoal.

Babi Andrade – Empresária

Eu acho que a sociedade em sua grande maioria procura sim pelas tendências, até porque muitas vezes elas são mais fáceis de serem achadas nas lojas, do que peças antigas, de brechós. Mas o assunto de brechós vai ficar para um próximo post…

Então pessoal, agora é a vez de vocês deixarem os comentários dizendo se seguem ou não as tendências de moda, vamos ter uma conversa agradável e trocar umas ideias.

Bisou 😉

Anúncios

Mercado Vintage – 4ª edição

Estive presente em mais uma edição do Mercado Vintage, no centro de Porto Alegre.

Dessa vez o brechó contou com eventos musicais, além das peças antigas e do ambiente super ultra vintage ♥

Ah, e tem novidade! As fotos foram feitas pelo meu amor ♥ e agora ele é exclusividade fotográfica do blog! haha

O Mercado Vintage consiste em brechós que expõem suas peças à venda, e às vezes é possível garimpar peças por preços exclusivos! Para ver mais sobre a 3ª edição (a primeira vez em que estive presente) clique aqui 😉 Gravei um vídeo sobre as peças que comprei, veja aqui!

Os cantinhos são montados com muito carinho, o que atrai o público presente.

Um pouquinho do meu look do dia!

O evento sempre acontece todo terceiro sábado de cada mês. Se tu perdeu dessa vez, não se preocupa que mês que vem já tem data marcada! Será dia 20/12!

Para mais informações acesse a página do Mercado Vintage no Facebook 😉

Bisou ;*